Connect with us

Olá o que você busca?

Revista LatitudeRevista Latitude

CARREIRA

Premiações?

Você participa de premiações de fotografia?
Já pensou no assunto como forma de ter uma maior validação para novos contratos?
Será que isso realmente funciona?

É normal que as opiniões acerca desse tema se dividam e muitas vezes sejam motivo de discussão entre colegas. Verdadeiros embates são travados em busca da razão quando o assunto é premiação. O fato é que elas estão sendo realizadas por todo o planeta e muitos profissionais participam e usam esse reconhecimento em suas carreiras.

Para contribuir nesse tema,  a fotógrafa de materno infantil, Luciana Martins (Santa Maria/RS), conversou conosco.

Confira abaixo:

LATITUDE: Desde quando participa?

R: Comecei a participar em 2014. Inicialmente não haviam concursos para fotografia de família.
Assim, eu fazia envios para a Vogue Itália, tendo minhas primeiras fotos na galeria internacional. Logo surgiu a Outstanding Maternity Awards, da qual participei por vários anos, sendo inclusive colaboradora do Blog.

LATITUDE: Quais associações?

R: Ao longo dos anos fui conhecendo novas associações e hoje estou ativa na Inspiration Photographers, Instinto Criativo, FineArt Association, Prime Photo Association. Tenho galeria na Lifestyle Photographers, mas no momento estou inativa. Já participei e premiei no Amarelos.

LATITUDE: Data da primeira premiação

2014 – Aprovação Vogue

LATITUDE: Quantos prêmios você ganhou?

R:
1 Best Collection Family Awards 5
130 fotos premiadas em diversas associações
Cerca de 60 menções honrosas
2018 – Indicada Fotógrafa Revelação de Família do Brasil pela Inspiration Photographers
2019 – Indicada Melhor Fotógrafa de Família do Brasil pela Inspiration Photographers
2019 – Indicada pelo Melhor Álbum de Família do Ano pela Inspiration Photographers
2021 – Indicada Fotógrafa de Família Destaque do Ano pela Prime Photo Association
2021 – Premiada como Fotógrafa de Família Revelação do Ano pela Prime Photo Association
2022 – Indicada Melhor Fotógrafa de Retratos do Brasil pela Inspiration Photographers
2023 – Artista da Coleção e maior média em uma foto no 2º Award de Família do Instinto Criativo

LATITUDE: O que fotógrafos podem pensar (mentalidade) para participar de associações?

“Entendo os concursos como uma forma de eu me manter fora da famosa zona de conforto. Os concursos me mantem em movimento. Estou sempre buscando me desafiar. Quero sempre poder entregar o meu melhor. Garantir fotografias impactantes, harmoniosas, surpreendentes. Como fotógrafos, todos buscamos entregar memórias afetuosas. Porém, fazer isso de forma diferenciada, é um caminho que percorremos de encontro a nossa identidade. Eu encontrei nos concursos uma forma de me aperfeiçoar, de estar atenta aos mínimos detalhes da fotografia, me tornando mais crítica. Minha pós-produção também evolui ao longo dos anos, tornando-se cada vez mais eficiente e conservadora.

Quem deseja participar de concursos deve estar com a mente aberta para ganhar o não. O que muitas vezes dói. E é justamente esse ponto que devemos observar. O não ensina. Vamos começando a entender porque motivo a foto não premiou. Assistir às avaliações de fotos ensina muito. Cada live, mesmo não sendo do seu nicho, já é uma aula.
A curadoria das minhas fotos é muito baseada em momentos, expressões, cores e harmonia. Não deixo de lado os critérios técnicos obviamente, mas o que fala mais alto pra mim são esses quesitos. Valorizo muito detalhes sutis em fotos introspectivas.
Não fotografo para concursos. Não acredito nisso.

O que acontece é sentir e perceber que na minha produção fotográfica existem fotos potenciais para isso. Sempre estou de olho nisso e são essas fotos que submeto aos concursos. Acredito que eu iria me desconectar das pessoas e das histórias se passasse a produzir visando concursos.

LATITUDE: Qual a importância das premiações no teu trabalho (impacto/feedbacks) dos clientes?

Claramente os selos e Prêmios nos dão credibilidade e autoridade. Consigo gerar conteúdo nas redes sociais, o que movimenta os clientes. Esse engajamento além de ser interessante profissionalmente, pra mim é muito divertido. Curto ver as reações dos clientes, as mensagens.
Adoro essa conexão e além disso, sempre chegam novos seguidores.

Do ponto de vista midiático, já tive diversas oportunidades de divulgação dos prêmios nos jornais locais, em perfis culturais da região e espaço na rádio. Tudo isso reverte a nosso favor, considerando que não temos custos com toda essa exposição.

Apoio os concursos de família, para assim valorizar o nicho entre os próprios fotógrafos, pois antigamente só tínhamos os concursos de casamento (nicho de status).

A fotografia de família foi por muito tempo desvalorizada entre a própria categoria. A fotografia de família é ampla, ramificada, diversa. Tem muito a se explorar.

Contudo, é uma fotografia que atravessará os tempos.
É para o futuro.
As crianças de hoje, irão se reencontrar na vida adulta nesses registros.
Isso fala sobre a jornada, é sobre legado.
Meu maior propósito é fotografar para as crianças.
É pra elas.”

 

Instagram: Luciana Martins – Fotografia de Vida


Evandro Veiga
Redação Latitude

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Você pode gostar

EVENTOS

Confira os próximos grandes eventos de fotografia Profissional (lista em constante atualização) AGENDA 2024 Foto Inovar 05 e 06 de março de 2024 Teatro...

COLUNA

Não queira ser seu ídolo   Quando recebi o convite para continuar como colunista da Revista Latitude, fiquei muito feliz e honrado. Afinal de...

EVENTOS

Et harum quidem rerum facilis est et expedita distinctio. Nam libero tempore, cum soluta nobis est eligendi optio cumque nihil.

COLUNA

Ande na linha ou o Instagram pode te pegar! Navegar pelos mares das redes sociais pode ser perigoso, pois as fortes e tumultuadas ondas...