Connect with us

Olá o que você busca?

Revista LatitudeRevista Latitude

COLUNA

RAFAEL PETROCCO

Não queira ser seu ídolo

 

Quando recebi o convite para continuar como colunista da Revista Latitude, fiquei muito feliz e honrado. Afinal de contas, não são todos os veículos de comunicação que têm a coragem de abrir espaço para alguém com opinião, muitas vezes, contrária do que normalmente é dito por aí. E que se for para criar alguma “polêmica”, que seja em um espaço democrático e que venha a acrescentar ao mercado fotográfico.

Mas confesso que, para essa primeira coluna, esse primeiro texto, estava com um certo bloqueio criativo. Não conseguia imaginar um tema interessante, até que, em um domingo tranquilo, resolvi abrir uma caixinha de perguntas anônima nos stories do Papo de Fotógrafo. A brincadeira era simples, era para os seguidores contarem algo secreto, uma fofoca, uma opinião polêmica, alguma coisa que não teriam coragem de contar para ninguém, a não ser que fosse no anonimato.

As primeiras respostas foram tímidas, aos poucos as pessoas foram entendendo a brincadeira e se soltando, até que uma das respostas me surpreendeu. Negativamente. A confissão foi: “Eu queria ter a sua vida”. Essa resposta, também te impactou?

Juro que fiquei alguns minutos tentando assimilar o que estava escrito, afinal de contas, em 10 anos de produtor de conteúdo, nunca tinha recebido uma mensagem parecida com essa. Depois, com calma, resolvi analisar e responder a essa mensagem.

No primeiro momento, a mensagem me fez sentir pena dessa pessoa. O quão ruim deve estar a vida dessa pessoa para ela desejar a vida de outra. Não deve estar nada fácil. Depois, olhando um pouco como espectador, me perguntei de onde ele tirou a idéia de que a minha vida é ou está melhor do que a dele. Baseado em que? No que ele vê nas redes sociais?

É nesse momento que deixo uma mensagem para todos vocês, queridos leitores dessa coluna.

O que está nas redes sociais, não é nem 10% do que é a vida real. Muito do que está online é feito para enganar … ops … engajar quem segue.

A grande maioria dos ‘influencers’ vendem uma vida perfeita, quando na verdade, nos bastidores, ela está um caos. E não estou falando apenas das celebridades, muitos fotógrafos passam pelo mesmo.

Eu entendo que quando um profissional se torna uma referência queremos seguir pelo mesmo caminho. Também entendo quando colocamos objetivos na carreira que se espelham nos fotógrafos que admiramos. É normal, coisa dos seres humanos. Mas temos que tomar muito cuidado para que isso não prejudique sua caminhada ou que se torne uma obsessão.

As pessoas não têm idéia de como foi a trajetória daquele profissional até chegar onde chegou. Das coisas que teve que abrir mão ou enfrentar para que pudesse realizar seus sonhos, atingir seus objetivos.

Não sabem como é o dia-a-dia em casa e que, muitas vezes, não tem apoio da própria família, como qualquer um dos “meros mortais”. E isso, ninguém posta.

Na sua jornada como fotógrafo (ou em qualquer outra profissão), você vai aprender que para ter sucesso você não precisa e não deve copiar o colega, pois cada um tem a sua jornada, seu tempo de desenvolvimento e sua hora de colher as conquistas. E que, muito provavelmente, serão diferentes da pessoa que você admira. Não existe uma receita.

Talvez, e eu acredito nessa hipótese, a resposta da caixinha, tenha sido um pedido de ajuda, um SOS. E por esse motivo resolvi escrever esse texto, para que outras pessoas não passem pelo mesmo. Se estiverem sentindo algo parecido com esse fotógrafo anônimo, procurem ajuda. Você será mais feliz vivendo a sua vida do que a dos outros.

 


Rafael Petrocco
Fotógrafo e Podcaster
www.rafapetrocco.com.br
COLUNISTA LATITUDE
2 Comments

2 Comments

  1. Ellen Gonçalves

    09/11/2023 at 09:39

    Uallll👏🏻👏🏻👏🏻 Uma reflexão e tanta! Hoje em dia, precisamos de mais influenciadores com essa visão! A maioria, me incluindo, já pensou em desistir justamente por ver o outro ‘se dando tão bem’, pq só isso é mostrado, e a gente não. Eu sei que tem outros fatores para se ter sucesso, mas olhar o outro pelas redes sociais, às vezes é frustrante!

    • Rafael Petrocco

      18/11/2023 at 08:11

      Que bom que gostou e se identificou com o texto. Fico feliz em poder compartilhar algo que possa ajudar a quem lê. Infelizmente, o mundo de conto de fadas não vai acabar, mas temos que aprender a separar o que é fantasia do que é realidade. 😉

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Você pode gostar

EVENTOS

Confira os próximos grandes eventos de fotografia Profissional (lista em constante atualização) AGENDA 2024 Foto Inovar 05 e 06 de março de 2024 Teatro...

EVENTOS

Et harum quidem rerum facilis est et expedita distinctio. Nam libero tempore, cum soluta nobis est eligendi optio cumque nihil.

CARREIRA

Você participa de premiações de fotografia? Já pensou no assunto como forma de ter uma maior validação para novos contratos? Será que isso realmente...

COLUNA

Ande na linha ou o Instagram pode te pegar! Navegar pelos mares das redes sociais pode ser perigoso, pois as fortes e tumultuadas ondas...